2 º O Touro

NOME COMPLETO: RAFAEL NADAL PARERA
NASCIMENTO: 3 DE JUNHO DE 1986, EM MANACOR, ESPANHA
ALTURA: 1,85M
PESO: 85 KG
CANHOTO (BACKHAND DE DUAS MÃOS) 
ANO EM QUE SE PROFISSIONALIZOU: 2001
TÍTULOS NA CARREIRA: 44
PREMIAÇÃO NA CARREIRA (ATÉ 2010): US$ 37,396,162

TÍTULOS DESDE 2001 ATÉ 2010: 
36 (9 GRAND SLAMS E 18 MASTERS 1000)

O QUE APRENDEMOS COM NADAL?

- Seja o mais rápido que conseguir, chegue em todas as bolas e coloque tudo para o outro lado;

- Use e abuse do topspin. Isso vai dar peso à sua bola e impedir que seus adversários ataquem;

- Se você é canhoto, use essa “vantagem natural” para complicar a vida dos rivais;

- Comece a partida já com intensidade máxima para aproveitar as bobeadas do oponente;

- Aprenda a intimidar seus adversários com seu jogo e sua força mental. Não se abale por nada;

- Mesmo que você não tenha muita habilidade, desenvolva seu próprio estilo e tiro o máximo dele;

- Nunca desista de nenhuma bola, nenhum ponto, nenhum game, nenhum set, nenhuma partida.

SEGUNDO A MITOLOGIA, PARA QUE HAJA UM HERÓI, é preciso um anti-herói. Mas seria uma imensa injustiça taxar Rafael Nadal assim. Ainda aos 18 anos, o garoto prodígio resolveu se interpor entre Roger Federer e alguns dos recordes que ele tanto almejava. Contudo, a intenção do “Touro”, como ficou conhecido, não era impedir o suíço de alcançar seus feitos, apenas obter os seus próprios.

A ascensão de Rafa foi impressionante. Aos 15 anos já jogava profissionalmente e apenas três anos depois, ele estava na quadra central de Roland Garros levantando seu primeiro troféu de Grand Slam. Em 2005, o garoto ainda venceu mais 10 torneios além do Aberto da França e, assim como Federer, que era o número um incontestável, Rafa era o dois.

Nos quatro anos seguintes, ninguém mais venceria em Roland Garros senão ele. O saibro de Paris é sua casa. Porém, seu império não se deu apenas na terra batida francesa, mas em todos os principais torneios disputados nesta superfície – onde ele  cou invicto por 81 jogos consecutivos.

Quando despontou, Nadal trazia em seu estilo um tênis revolucionário e amadurecido. Sua velocidade e regularidade logo o associariam a Lleyton Hewitt, mas havia algo a mais do que apenas um excelente trabalho de pernas e os contra-ataques mortais que caracterizavam o australiano. O efeito topspin extremo e a capacidade de se defender atacando fez com que o “Touro” fosse imbatível nas quadras lentas. A isso se soma seu espírito guerreiro e sua energia ímpar, que lhe dão um ar incansável em quadra, abalando a confiança de qualquer adversário, antes mesmo de entrar em quadra.

No entanto, o destino de Nadal não era ser um mero coadjuvante de Federer e, em 2008, provou que seu jogo era, sim, completo. Mais ágil e agressivo, ganhou Wimbledon ao vencer o suíço numa final que entrou para a história do esporte como um dos jogos mais espetaculares já vistos. Depois, ainda foi medalhista de ouro nas Olimpíadas de Pequim, alcançando, assim, a tão almejada liderança do ranking.

Assim como a grande rivalidade entre Agassi e Sampras, a disputa entre o espanhol e o suíço também marca uma época. Para muitos, é a graça contra a força, tese e antítese. Contudo, Nadal não entrará para a história do esporte como um anti-herói, mas também um herói.

Agência de Marketing Digital bh Desenvolvido por 2CK Agência de Marketing Digital criacao de site bh criacao de loja virtual bh